“Além do tempo”, a nova das seis.

Na próxima segunda feira começa a nova novela das seis da Globo, “Além do tempo”. O enredo – começa no século 18 – é escrito por Elizabeth Jhin, conta a história de amor do Conde Felipe (Rafael Cardoso) e a noviça Lívia (Alinne Moraes) que se apaixonam a primeira vista. O rapaz é sobrinho da poderosa Vitória, papel da Irene Ravache e é noivo da vilã Melissa (Paola Oliveira).

Por causa de vários empecilhos, os protagonistas não conseguem ficar juntos, vindo a se encontrar nos dias atuais, trazendo a temática espirita para a história. Mas essa não é a primeira vez que uma novela retratou sobre esse universo. Separei cinco pra te contar.

“A viagem” – 1994

De longe, a minha novela favorita da vida. Sério. Uhum. Daquelas que vejo to-das as vezes que ela passa na televisão, sabe? Alexandre (Guilherme Fontes) comete um assassinato e é condenado e se suicida na prisão. O rapaz então vai pro Vale dos Suicidas e volta pra se vingar daqueles que acha que foram os culpados pela sua prisão: o advogado Otávio Jordão (Antônio Fagundes), o irmão Raul (Miguel Falabella) e o cunhado Théo (Maurício Mattar). O que ele não conta é que sua irmã Dinah (Christiane Torlonni) descobre em Otávio o verdadeiro amor da sua vida. Destaque pras cenas das reuniões espíritas. do Dr. Alberto (Cláudio Cavalcanti) como forma de ajudar Alexandre. Nunca viu? Por favor, assista. Você vai amar. A novela é um remake de uma versão de 1975 e foi escrito pela Ivani Ribeiro.

Escrito nas Estrelas – 2010

O jovem Daniel (Jayme Matarazzo) conhece e se apaixona por Viviane (Nathália Dill), uma moça simples e que tá fugindo da polícia por conta de uma engano causado do seu pai. Eles acabam sofrendo um acidente de carro e Daniel acaba falecendo, deixando o seu pai, o médico Ricardo (Humberto Martins) transtornado pela perda do único filho. Um mês depois ele descobre que o rapaz congelou seu sêmen. Ele decide encontrar então uma mãe para seu neto para suprir a ausência de Daniel, que no plano astral, continua apaixonado pela Viviane. O caminho do médico e da moça se encontram e eles acabam se apaixonando. Foi escrita pela Elizabeth Jhin.

Alma gêmea – 2006

Rafael (Du Moscovis) e Luna (Liliana Castro) são um jovem casal apaixonado que vivem no começo dos anos 20 na novela escrita por Walcyr Carrasco. Ao saírem do teatro, vítima da inveja de sua prima Cristina (Flávia Alessandra), Luna é assassinada. Nesse mesmo tempo, seu espirito reencarna no corpo da índia Serena (Priscila Fantin) que depois de 20 anos vai ao reencontro do seu amado Rafael, que após a perda da esposa se torna um cara solitário e triste.

Amor eterno amor – 2012

De todas, foi a única que não acompanhei. Também escrita pela Elizabeth (deu pra ver que ela curte o assunto, né?) conta a história de Carlos, papel de Gabriel Braga Nunes, que quando criança foi sequestrado por seus tios, o que levou a longa depressão da sua mãe Verbena (Ana Lúcia Torres) que o procura por mais de 20 anos. Na infância, Carlos conhece uma menina, sua vizinha Elisa e nunca mais a esqueceu. Na fase adulta, se apaixona por Melissa (Letícia Persiles), que mal sabe ele que é a sua vizinha e que ela na verdade era um espírito, seu amor de outras vidas.

Alto Astral, 2014

A trama que terminou recentemente – e eu falei dela aqui, lembra?- era sobre um jovem médico Caíque, interpretado por Sérgio Guizé, que mesmo com medo de sangue conseguia operar graças a ajuda do seu mentor espiritual, Castilho (Marcelo Médici). Além disso, ele consegue ver outros espíritos e desde criança desenha o rosto de uma mulher, que depois quando a reencontra, se descobre apaixonado por ela, a Laura (Nathália Dill).

Anúncios

Vem ai a nova das 7, ‘Alto Astral’ !!

Depois de longos meses aturando “Geração Brasil” (que juro que tentei ver por motivos de Humberto Carrão, mas não deu realmente) e Jonas Marra e cia, a Globo anunciou a nova novela das sete, com estreia na próxima segunda, dia 3 de novembro.

A trama conta a história de Caíque (Sérgio Guizé), um médico que tem pavor de sangue e a capacidade de se comunicar com os espíritos (o que provoca crises nele). Ele é  filho de Maria Inês (Christiane Torloni) e meio- irmão do vilão Marcos (Thiago Lacerda), noivo da mocinha Laura, uma jornalista vivida pela Nathália Dill que sustenta não só o avó quanto os irmãos mais novos.

Caíque se apaixona pela cunhada, criando assim um triângulo amoroso que promete esquentar nos próximos meses.  Desde criança, ele desenha o rosto de uma mulher que nunca viu na vida. Já adulto, descobre que ela é na verdade Laura.

Nathália Dill e seu visual na nova trama das sete. Eu amei, e vocês? (fonte: Globo.com)

Nathália Dill e seu visual na nova trama das sete. Eu amei, e vocês? (fonte: Globo.com)

Além dessa trama, temos também as histórias de Samantha, personagem da Claudia Raia, uma médium trambiqueira que perde seus dons (conversar com os espíritos) já que os usa para ganhar dinheiro e fama.

A substituta de “Geração Brasil” ainda conta com nomes inusitados: a ex repórter do CQC, Mônica Iozzi. Ela interpreta a patricinha Scarlet, filha da falida ex-miss Kitty, vivida pela Maitê Proença. No mínimo inusitado. Estrelam também nomes como Sophia Abrahão, Kayky Britto, Guilherme Leican, Giovanna Lancelotti, Edson Celulari e Nando Rodrigues.

O enredo do folhetim fica por conta do autor Daniel Ortiz (e supervisão de Silvio de Abreu) e é baseado em uma história escrita pela autora falecida Andrea Maltarolli e tem a direção de Jorge Fernando e trilha da banda Malta, vencedora do reality show Superstar.