Eu vi: “O melhor de mim”.

Que sou fã do Nicholas Sparks isso não é novidade aqui no blog, não é? Já falei dele várias e várias vezes. Em outubro do ano passado, até escrevi aqui quando ele estava para estrear nos cinemas mais uma adaptação de um dos seus filmes, o longa “O Melhor de mim”

Protagonistas na fase adulta

Bom, para terminar meu findi, resolvi dar o play e finalmente assistir ao filme. Já digo logo: prepare seus lencinhos, dá pra chorar sim. E muito! E atenção, o post contêm spoiller. Como eu tenho o pé atrás das adaptações para a telona, já que eles insistem em cortar e mudar muita coisa, dessa vez já estava preparada para o que desse e viesse.

A história central é de amor, claro e conta sobre o reencontro vinte e um anos depois de Amanda e Dawnson. Eles que foram namorados na adolescência, por um acidente acabam se separando e cada um segue seu rumo. Após tantos anos afastados, eles tem que se rever no funeral de um grande amigo, Tucker.

Durante alguns dias, eles relembram o passado e todo o amor que tinham um pelo outro. Porém, Amanda é casada e mesmo o seu relacionamento tendo acabado há muito tempo, fica com medo de largar tudo e Dawnson realmente entende. Como tudo nas histórias do Sparks é um drama só, a vida dos dois acaba novamente se desencontrando e cada um segue seu rumo novamente. Dessa vez para sempre.

Eu me emocionei muito com o filme, tinha lido o livro já tem um bom tempo e na época quando terminei, percebi que desde ‘O casamento’ não me emocionava com uma publicação do Nicholas Sparks. O filme é bem fiel ao livro – graças a Deus!! – e quando termina dá aquele aperto no peito e a famosa pergunta: ‘Sério que isso aconteceu?’. Já ouvi quem tivesse achado chato, eu adorei e recomendo para quem curte uma boa história de amor.

O longa é estrelado por por James Marsden e Michelle Monaghan (Dawnson e Amanda na fase adulta) e Luke Bracey e Liana Liberato, os protagonistas na adolescência.

Livro do Sparks vira filme!

Confesso! Tenho preconceito com filmes que são adaptados de livros. Isso se agrava quando eu vejo o filme depois de ler o livro, sempre acho defeitos ou me irrito pois não segue a coerência da história. Quando a adaptação é feita através de alguma obra do Nicholas Sparks, já sei que não vou curtir. Foi assim com “Querido John” (2010) e “A última música” (2010). Saí do cinema de cara amarrada não acreditando no que fizeram. Mas isso é assunto para outro post.

Pôster do filme "O melhor de mim" (fonte: site Adoro Cinema)

Pôster do filme “O melhor de mim” (fonte: site Adoro Cinema)

Vim aqui falar que, dia 17 de outubro, chega nas telonas um novo filme baseado em outro livro do Sparks. Com direção de Michael Hoffman (Um golpe perfeito), o longa conta sobre a história de  Amanda e Dawson, que foram namorados na adolescência, mas que por obra do destino acabaram se separando. Mais de 20 anos depois, acabam se reencontrando para se despedirem de um querido amigo em comum.

No elenco, Michelle Monaghan (O melhor amigo da noiva) e Liana Liberato (Se Eu Ficar) como Amanda Collier e James Marsden (Encantada) e Luke Bracey (Monte Carlo) como Dawnson Cole.

 

Confira aqui o trailer do longa: