Especial Verão: cuidado com os cabelos

bele

Lembra que semana passada eu falei sobre as etapas do cronograma capilar? Bom, o papo hoje é sobre o cuidado que a gente precisa ter com os fios durante essa época. Os dias quentes e as constantes idas à praia e na piscina que tem areia, sal e cloro exigem uma preocupação mais específicos com os nossos cabelos. Para isso, alguns passos são necessários e é isso que eu falo no post de hoje.

Água neles!

Sempre que possível, jogue água corrente para enxaguar sempre que sair do mar ou da piscina. Isso serve para retirar os resíduos como cloro e sal que atrapalham os fios.

Couro cabeludo limpo

No verão, por ter dias mais quentes que o normal, é comum a gente suar mais. E isso reflete na nossa cabeça. Logo, com o couro cabeludo sempre que possível limpo, evita o aparecimento de seborreia e caspa.

Hidratar, sempre

O ar costuma ficar com uma maior umidade nessa época, o contato direto com mar e piscina costumam ressecar os fios. Aposte nas ampolas de efeito rápido

Ao Natural

Aproveite essa época do ano para dar um descanso pras suas madeixas! Tente evitar o uso de secador e de chapinha, usando para os dias mais especiais. O cabelo agradece!

 

Anúncios

Tudo sobre cronograma capilar

Verão sim e no outro também e só temos uma certeza além do calor: o tanto de danificado que nosso cabelo fica. É piscina, é praia, é suor. Junta o fato de que muita gente aproveita fim de um ano e começo do próximo pra tirar férias e então bye, cabelos bonitos.

Bom, é ai que entra um negócio que anda bombando entre a mulherada: o cronograma capilar. Nunca ouviu falar? Além disso, outro beneficio dessa tabela é pra quem deseja transitar do cabelo alisado para o natural. Tá no lugar certo e continua a ler esse post que tem t-u-d-o direitinho.

Especialistas afirmam que antes de tudo é necessário criar uma rotina de cuidados com o intuito de recuperar os fios danificados e deixa-los mais saudáveis.

A cada lavagem, um produto específico é usado e ele vai repor os componentes que as suas madeixas precisam. O tratamento é feito em três partes: hidratação, nutrição e reconstrução, durante um mês, três dias na semana.

 

A hidratação serve para repor a água na nossa fibra capilar, com produtos como aloe e vera, frutas, glicerinas e vitaminas. Já a nutrição é a responsável por renovar a oleosidade dos fios. Os seus produtos são aqueles que possuem óleo de argan, tutano e similares.

E, finalmente a reconstrução é pra restaurar a proteína capilar. Pra essa etapa, é importante saber também: ela é recomendada aos cabelos extremamente danificados com química. As suas máscaras são compostas por queratina, colágeno e creatina

Toda etapa deve ser feita em um intervalo de pelo menos 48 horas entre elas, evitando que o cabelo fique bem pesado. Outra coisa importante que a gente pre-ci-sa levar em conta é jamais lavar os cabelos com água quente, a maior responsável por aumentar a oleosidade.

Verão sim e no outro também e só temos uma certeza além do calor: o tanto de danificado que nosso cabelo fica. É piscina, é praia, é suor. Junta o fato de que muita gente aproveita fim de um ano e começo do próximo pra tirar férias e então bye, cabelos bonitos.

Bom, é ai que entra um negócio que anda bombando entre a mulherada: o cronograma capilar. Nunca ouviu falar? Além disso, outro beneficio dessa tabela é pra quem deseja transitar do cabelo alisado para o natural. Tá no lugar certo e continua a ler esse post que tem t-u-d-o direitinho.

Especialistas afirmam que antes de tudo é necessário criar uma rotina de cuidados com o intuito de recuperar os fios danificados e deixa-los mais saudáveis.

A cada lavagem, um produto específico é usado e ele vai repor os componentes que as suas madeixas precisam. O tratamento é feito em três partes: hidratação, nutrição e reconstrução, durante um mês, três dias na semana.

A hidratação serve para repor a água na nossa fibra capilar, com produtos como aloe e vera, frutas, glicerinas e vitaminas. Já a nutrição é a responsável por renovar a oleosidade dos fios. Os seus produtos são aqueles que possuem óleo de argan, tutano e similares.

E, finalmente a reconstrução é pra restaurar a proteína capilar. Pra essa etapa, é importante saber também: ela é recomendada aos cabelos extremamente danificados com química. As suas máscaras são compostas por queratina, colágeno e creatina

Toda etapa deve ser feita em um intervalo de pelo menos 48 horas entre elas, evitando que o cabelo fique bem pesado. Outra coisa importante que a gente pre-ci-sa levar em conta é jamais lavar os cabelos com água quente, a maior responsável por aumentar a oleosidade.

Aqui, uma tabela do cronograma pra cada tipo de cabelo. Eu quero tentar assim que der. E você, já tentou algo? Conta aqui nos comentários pra mim!

Low Pow x No Poo: Entenda.

bele

Vai, confessa. Você é daquelas que o shampoo só é bom quando ele faz muita espuma? E, que isso é sinônimo de limpeza, certo? Mas você sabia que esse ritual é um dos maiores danos que podemos causar no nosso cabelo? E é esse o principio das técnicas Low e No. Antes de mais nada, precisamos entender a diferença entre os dois.Os dois procedimentos foram concebidos e patenteados pela Lorraine Massey, cabelereira cacheada e autora do bestseller Curl Girl e fundadora da marca Deva Curl

Do inglês, ‘Low poo‘ pode ser traduzido como ‘Pouco shampoo’ enquanto ‘No Poo‘ significa ‘Nenhum Shampoo’. Essas duas técnicas tem como único objetivo simples: diminuir o uso desses produtos. E os motivos são bem básicos: O nosso couro cabeludo possui uma oleosidade natural e própria. E a maioria dos shampoos contêm uma substância chamada sulfato. O mais presente na maioria dos produtos é o Lauril Sulfato de Sódio.

É ele o responsável pela espuminha nossa de cada lavada que eu citei lá no começo do texto. Ele resseca, de acordo com especialistas, os fios além de retirar a gordura e provocar um ressecamento no couro cabeludo. Por isso, o ideal é dar preferência para shampoos que não possuam esse produto na sua fórmula. Tradução: tem que dar uma olhada na composição química na hora de escolher.

Conversei com algumas meninas que fazem uso da técnica e elas me deram as seguintes dicas:

Antes de começar esse novo processo, é necessário que se lave uma última vez seus cabelos com o shampoo que tenha o tal do sulfato proibido.

Você pode terminar os seus shampos e condicionadores antes de comprar os novos. E não se preocupe que há produtos para todos os bolsos!

Outros produtos que usamos no cabelo (condicionador, creme de pentear, leave-in, máscaras) não podem conter os seguintes elementos: Petrolatum/Petrolato, Mineral Oil/Óleo Mineral, Paraffinum Liquidum/Parafina Líquida. Esses produtos só são retirados dos fios com o sulfato.

Tem que ter paciência mesmo para procurar e combinar os produtos que não tenham essas substâncias, caso contrário, o ‘tratamento’ não funciona.

O resultado começa a aparecer em média, depois de um mês de início.

Existe um cronograma de hidratação, nutrição e reconstrução que servem para dar aquela ajudinha básica nessa nova fase capilar.

E você, é adepto a alguma técnica? Conta para gente aqui nos comentários! Em breve pretendo dar início ao ‘Low Poo’ e conto aqui o que achei.