Top 5: Dia dos namorados

foilme

O dia 12 de junho é considerada a data dos enamorados aqui no Brasil. Mas você sabia que isso acontece – e não é 14 de fevereiro – porque os comerciantes achavam que a data não tinha uma comemoração em que eles pudessem lucrar.

Fato é que aqui no blog não podemos deixar em branco não é? Então, trouxe no post de hoje cinco filmes bem românticos. Se você tem alguém pra chamar de seu, aproveite. Caso não tenha, reúna as amigas no próximo domingo e se divirta também. O importante é ser feliz!

Ponte Aérea – 2014

Imagina conhecer o amor da sua vida em um aeroporto? É basicamente isso que acontece entre Bruno (Caio Blat) e Amanda (Letícia Colin). Por causa de um temporal, o voo que iria para São Paulo é enviado para Belo Horizonte e os passageiros precisam passar a noite por lá. E é no hotel que a paulista e publicitária Amanda conhece o artista plástico e carioca Bruno e eles meio que sem querer começam a ter um relacionamento a distância. E agora, será que eles irão sobreviver as diferenças – que são muitas! – e principalmente a distância? Foi um dos últimos filmes que eu vi e é impossível não torcer pelo casal de tanta química que os atores tem!

Cartas para Julieta – 2010

Apesar de amar esse filme, eu acho que nunca falei dele por aqui! Sophie deseja ser uma escritora de sucesso. Antes disso, ela viaja em uma espécie de lua de mel com o seu noivo para Verona. Interessado mais em adquirir contatos para seu negócio, Victor, o noivo, acaba deixando Sophie um pouco de lado. E é ai que ela conhece as “Cartas para Julieta”, um trabalho voluntário que ajuda a responder conselhos amorosos que as pessoas pedem à Julieta. Ela descobre uma de 1957, de uma moça chamada Claire e promete ajuda a agora senhora. O que ela não conta é que nesse meio tempo o neto de Claire, Lorenzo, vem no pacote também. É estrelado pela fofinha da Amanda Seyfried.

A Proposta – 2009

Eu lembro que eu vi esse filme no cinema e dei gargalhadas absurdas. Eu amo a Sandra Bullock e todos os filmes que ela faz. Aqui Bullock é Margaret, uma empresária durona e sem coração. Canadense e residindo nos EUA, ela descobre que pode ser deportada a qualquer momento por causa do seu visto de trabalho que tá errado. Ela convence então o seu assistente Andrew (Ryan Reynolds) de se passar por seu futuro marido de mentira para regularizar a sua situação. Nessa confusão toda, ela acaba conhecendo a família do seu noivo e, claro, se apaixona por ele.

Amizade Colorida – 2011

Engraçado que esse filme é um dos meus favoritos da vida e eu nunca falei dele aqui! Romântico na dose certa, sem aquela Justin Timberlake é Dylan, um cara que trabalha com Marketing e troca Los Angeles por Nova Iorque a convite de uma tentadora oferta de emprego oferecida por… Jamie, papel de Mila Kunis. Eles começam então uma amizade que evolui pra sexo sem compromisso ou cobranças. O problema é quando eles se apaixonam.

Show Bar – 2000

Outro que é figurinha fácil de filmes que eu sou apaixonada. E, para minha surpresa, ele nunca apareceu aqui! E como nunca é tarde, vamos lá. Piper Perabo é Violet Sanford, uma menina que tem talento pra música. Mas calma, ela não quer ser cantora não. Ela quer mostrar ao mundo as suas composições. Para isso, ela sai da sua cidade natal, New Jersey, e vai rumo a Nova Iorque. Lá ela conhece o lindo and maravilhoso Mr. O’Donnel (quem viu esse filme vai me entender) ao mesmo tempo que ela vira uma Coyote Ugly. Delicinha, delicinha de se ver e ainda tem uma trilha bacana.

Anúncios

Eu não sou a Jamie. Nem a Summer.

Senta ai, garota. Não vou te chamar de tola, você já sabe que é quanto se trata dele. Queria te falar uma coisa: sua vida não é como nos filmes de comédia romântica que você suspira sempre que assiste. Não é. Muito menos é igual ao clipes de músicas românticas que eu sei que você sempre refaz nessa sua mente criativa. Sim, vai dar certo no final. Mas é bem provável que não seja com aquele carinha. Pode acontecer um dia, mas não agora.

Engole o choro, ele não merece nenhuma lágrima sua. Nunca mereceu. E você sabe muito bem disso, não é? Lembra da cena daquele filme que você viu outro dia e me contou o quanto chorou? A parte do diálogo que você narrou? Desculpa falar, mas ele não vai falar igual. Muito menos te puxar pelo braço quando você sair furiosa depois de uma discussão. Fazer as pazes na cama? Esquece, isso não existe.

500-dias-com-ela10-e1416467119304

Lembra quando vocês conversaram antes de rolar alguma coisa? Que independente de qualquer coisa, a amizade jamais mudaria? Como naquele filme, o “Amizade Colorida”? Desculpa estragar seus sonhos. Aquilo tudo é na tela, não tenta trazer isso pra vida real, porque.. bem.. não traga. Foi mal pelo choque de realidade. Eu precisava fazer isso com você.

O cara é desses que conseguem separar amizade de pegação. Você não e isso não te transforma em uma Jamie. Você é doce e suave demais. Se envolve demais. Sofre demais. Desiste disso enquanto é tempo. Pela sua sanidade mental.

am-iz