Top 5: Dia dos namorados

foilme

O dia 12 de junho é considerada a data dos enamorados aqui no Brasil. Mas você sabia que isso acontece – e não é 14 de fevereiro – porque os comerciantes achavam que a data não tinha uma comemoração em que eles pudessem lucrar.

Fato é que aqui no blog não podemos deixar em branco não é? Então, trouxe no post de hoje cinco filmes bem românticos. Se você tem alguém pra chamar de seu, aproveite. Caso não tenha, reúna as amigas no próximo domingo e se divirta também. O importante é ser feliz!

Ponte Aérea – 2014

Imagina conhecer o amor da sua vida em um aeroporto? É basicamente isso que acontece entre Bruno (Caio Blat) e Amanda (Letícia Colin). Por causa de um temporal, o voo que iria para São Paulo é enviado para Belo Horizonte e os passageiros precisam passar a noite por lá. E é no hotel que a paulista e publicitária Amanda conhece o artista plástico e carioca Bruno e eles meio que sem querer começam a ter um relacionamento a distância. E agora, será que eles irão sobreviver as diferenças – que são muitas! – e principalmente a distância? Foi um dos últimos filmes que eu vi e é impossível não torcer pelo casal de tanta química que os atores tem!

Cartas para Julieta – 2010

Apesar de amar esse filme, eu acho que nunca falei dele por aqui! Sophie deseja ser uma escritora de sucesso. Antes disso, ela viaja em uma espécie de lua de mel com o seu noivo para Verona. Interessado mais em adquirir contatos para seu negócio, Victor, o noivo, acaba deixando Sophie um pouco de lado. E é ai que ela conhece as “Cartas para Julieta”, um trabalho voluntário que ajuda a responder conselhos amorosos que as pessoas pedem à Julieta. Ela descobre uma de 1957, de uma moça chamada Claire e promete ajuda a agora senhora. O que ela não conta é que nesse meio tempo o neto de Claire, Lorenzo, vem no pacote também. É estrelado pela fofinha da Amanda Seyfried.

A Proposta – 2009

Eu lembro que eu vi esse filme no cinema e dei gargalhadas absurdas. Eu amo a Sandra Bullock e todos os filmes que ela faz. Aqui Bullock é Margaret, uma empresária durona e sem coração. Canadense e residindo nos EUA, ela descobre que pode ser deportada a qualquer momento por causa do seu visto de trabalho que tá errado. Ela convence então o seu assistente Andrew (Ryan Reynolds) de se passar por seu futuro marido de mentira para regularizar a sua situação. Nessa confusão toda, ela acaba conhecendo a família do seu noivo e, claro, se apaixona por ele.

Amizade Colorida – 2011

Engraçado que esse filme é um dos meus favoritos da vida e eu nunca falei dele aqui! Romântico na dose certa, sem aquela Justin Timberlake é Dylan, um cara que trabalha com Marketing e troca Los Angeles por Nova Iorque a convite de uma tentadora oferta de emprego oferecida por… Jamie, papel de Mila Kunis. Eles começam então uma amizade que evolui pra sexo sem compromisso ou cobranças. O problema é quando eles se apaixonam.

Show Bar – 2000

Outro que é figurinha fácil de filmes que eu sou apaixonada. E, para minha surpresa, ele nunca apareceu aqui! E como nunca é tarde, vamos lá. Piper Perabo é Violet Sanford, uma menina que tem talento pra música. Mas calma, ela não quer ser cantora não. Ela quer mostrar ao mundo as suas composições. Para isso, ela sai da sua cidade natal, New Jersey, e vai rumo a Nova Iorque. Lá ela conhece o lindo and maravilhoso Mr. O’Donnel (quem viu esse filme vai me entender) ao mesmo tempo que ela vira uma Coyote Ugly. Delicinha, delicinha de se ver e ainda tem uma trilha bacana.

Anúncios

#Top5: o que fazer dia 12? – especial Dia dos Namorados

Já sabe, não é? Sexta é aquele dia que os apaixonados vão curtir o dia só deles. Esse dia surgiu no Brasil em 1949 – a maioria do mundo comemora no dia de São Valentim, 14 de fevereiro – com uma ideia do publicitário João Dória para os comerciantes, pois o mês de junho era considerado fraco de vendas. E se você ainda tá em dúvida do que fazer com o amado, aqui vão cinco sugestões de “o que fazer” para comemorar a data.

Sessão pipoca em casa

Todo mundo sabe que nesse dia qualquer fila é gigante e fica insuportável. Do cinema, do restaurante, tudo tá lotado. E ainda por cima esse ano, a data cai justamente numa sexta. Aproveita então para curtir o love em um programa caseiro, curtindo a dois um filme. Não sabe qual escolher? O primeiro post sobre #DiaDosNamorados foi sobre sete filmes pra lá de românticos! Olha as dicas

Cozinhar juntos

Ao invés de preparar aquela comida para o boy/mina, que tal combinarem de cozinhar juntos? Motivos? Bom, isso gera cumplicidade. Nada melhor para uma data como essa, não? Fora que vocês fogem da fila interminável dos restaurantes sem vaga! E, de quebra, ainda surge um jantar à luz de velas.

Viajar

Clichê total, eu sei. Se puderem, vão para um canto isolado do mundo e aproveitem o tempo sozinho a dois (principalmente se a vida de ambos é corrida!). Então, arrumem as malas e pé na estrada. Serve resort, serve casa de praia, de serra, serve qualquer coisa. O importante é curtir

Cair na balada.

Calma, você leu certo. Cair na balada SIM. Sair para dançar não é sinônimo de pegação. Se o boy é daqueles que adora um agito, porque não? O que vale é vocês estarem juntos, aproveitando e comemorando do melhor jeito.

Saiam da rotina

Que tal combinarem para que nesse dia vocês façam algo surpreendente – ou surpresa? Andar de balão, pular de asa delta, trilha noturna para ver o nascer do sol, piquinique no parque.. algo que vocês nunca fizeram mas que morrem de vontade.. a hora é agora. Xô, monotomia!

#Top5: trilhas sonoras – especial Dia dos Namorados

“L’amour”! Quer coisa melhor do que estar apaixonado? Ah, é estar apaixonado e ter aquela trilha sonora mais que especial! Ou vai me dizer que nunca suspirou por ninguém ouvindo AQUELA música especial? Nesse post #3, vamos falar das canções que tocaram na hora do beijo do casal. Confere só dando o play!

 I’ve had the time of my life – Dirty Dancing

Impossível não querer ser ótima na dança quando ouvimos essa música. A canção, que embalou uma das últimas cenas do clássico dos anos 80, Dirty Dancing, estrelado por Patrick Swayze e pela Jennifer Grey,é uma das músicas mais pedidas quando o assunto é primeira dança de casados. Meu sonho é um dia conseguir aprender a coreo!

Your Song – Moulin Rouge

Não sou muito fã de filmes musicais, tenho um certo preconceito, confesso! Mas como eu amo essa música, impossível dela não aparecer aqui. O longa conta a história de Satine (Nicole Kidman), uma prostituta que acaba se apaixonando por um cliente (Ewan McGregor), mas ela é proibida de viver esse amor por conta do seu algoz

Unchained Melody – Ghost

Impossível não pensar no filme sem essa música. Um dos filmes mais românticos na minha opinião, a canção embala os protagonistas (vivido por Patrick Swayze – ele de novo! e Demi Moore) na clássica cena em que o fantasminha camarada dança com a amada. Caixa de lenço na mão, ok?

She – Um lugar chamado Nothing Hill

Particularmente, não curto muito esse filme (acho que só vi uma vez!), já a música… imortalizada por dois cantores maras: o francês Charles Asnavour e o Elvis Costello (e é a versão dele que tá no filme!) – é tema do casal Hugh Grant e Julia Roberts. Ele é dono de uma livraria (Will) e ela é uma atriz (Anna). Fico emocionada sempre que ouço essa música. Sempre!

Out of Reach – O diário de Bridget Jones

Esse é um dos meus filmes preferidos da VIDA! Uhum. Sabe aquele filme que você se vê do começo ao fim? Então, é esse. Bridget é uma mulher solteira de 30 e alguns e que não namora há algum tempo. Ela se envolve com um cafa (#quemnunca?) e não percebe que o vizinho and amigo de infância é um cara legal e a curte demais. Quer semelhança melhor? Pausa pra trilha dela levando um fora do cara, assim que descobre que o boy magya (Colin Firth) vai casar. Eu sofro nessa parte SEMPRE.

#Top5 – casais: Especial Dia dos Namorados

Continuando a sequência de post especiais do #DiaDosNamorados, o post de hoje é dedicado aos casais mais fofos das telinhas, aquele que nós suspiramos – queremos um igual – só quando começa a intro da trilha. Vamos ver?

Romeu e Julieta

O.k, já sabemos que o final não foi feliz, mas a história de amor, levada às últimas consequências é maravilhosa. De famílias inimigas, Capuleto e Montéquio, proíbem o namoro dos filhos, e para viverem felizes e longe da rixa entre os pais, acabam morrendo, por falta de comunicação. Triste, não? A história foi escrita e imortalizada pelo poeta inglês William Shakespeare, e já foi levada para o teatro, televisão e cinema inúmeras vezes!

Mônica e Cebolinha

turma da monica 450

Existe ou não casal mais fofo dos quadrinhos? Eu sou fã confessa da dupla (e dos gibis também!) e entre tapas e coelhadas, eis que o pai da garotada, Maurício de Souza resolveu juntar a “gorducha” e o “5 fios” quando eles viram adolescentes!

A Bela e a Fera

A Bela nunca foi entre todas as princesa da Disney a minha preferida. #CinderellaFeelings. Mas existe casal mais fofo e cúmplice do que eles no mundo do conto de fadas?? Quem nunca se apaixonou por uma ‘fera’, aquele guapo que todo mundo não acha bonito, mas encanta você de um jeito todo especial e ponto!

A Dama e o Vagabundo

Quem foi que disse que o amor é só entre os humanos, hein? Essa linda cadelinha de raça, uma verdadeira dama se apaixona pelo pobre e vagabundo vira lata. Como não suspirar pela clássica cena deles dividindo um prato de macarrão e dando um beijinho sem querer?

Hermione Granger e Ronny Weasley

rony-hermione_cabana

Durante sete anos eles foram apenas bons amigos, mas desde o primeiro filme todo mundo torcia por eles, certo? Ela, a nerd e ele, o atrapalhado. A dupla de bruxos, melhores amigos do Harry Potter, demorou – e muito! – para ficarem juntos, mas também quando rolou, todo mundo pirou. Eu sempre ‘shippei’ o casal, você não?

#Top7: filmes – especial dia dos namorados

Quem não lembra que ano passado dia 12 de junho caiu justamente na abertura da Copa do Mundo, minando qualquer tipo de comemoração da data? Pois bem, para alivio da galera comprometida, esse ano não existe nenhum evento futebolístico e ainda cai em uma sexta feira! Se seus planos são os de se enroscar com o guapo debaixo do edredom nesse quase inverno, confira essa lista de sete filmes pra aproveitar a data a dois.

Amor sem fim

Aquela história bem clichê: garoto pobre se apaixonada pela menina rica e o pai é contra pois acha que ela merece coisa muito melhor. Vi esse filme na televisão semana passada e confesso, achei mais do mesmo. Romântico pra valer, mas esperava mais ação e emoção. Estrelado pelo lindo Alex Pettyfer, como David e Gabriela Wilde como Jade. Ah, o longa é uma refilmagem de um clássico dos anos 80.

Ghost

Jogue o primeiro lencinho de papel quem nunca se emocionou com esse Ghost!! A história fala do meu muso mor Patrick Swayze, que é assassinado a mando do seu melhor – e bem invejoso – amigo, que pensava que ele tivesse descoberto o roubo na empresa que trabalhavam. Como ele se preocupa com Molly (Demi Moore) pede ajuda a uma vidente Oma Mae (Whoopi Gooldberg) que tente convencer que a namorada corre perigo.

Diário de uma paixão

Outro clássico do cinema! Inspirado no livro de mesmo nome do autor “Nicholas Sparks”, o longa conta a história de amor de Noah (Ryan Goslling) e Allie (Rachel McAdans). Novamente, ela menina rica, ele o pobretão. Se apaixonam e por conta de intriga da mãe, se separam. Nas vésperas do seu casamento, Allie volta para a cidade que conheceu o amado, o reencontra e desiste de tudo. O mais emocionante é que a história é narrada por um senhor para sua companheira de asilo que depois descobrimos que é o Noah, que conta diariamente para a sua esposa que sofre de Alzheimer.

Cidade dos Anjos

Filme para desidratar, fato! Sam, papel de Nicolas Cage é um anjo cuja missão é confortaras pessoas na hora da sua morte, se apaixona pela médica e humana Maggie (Meg Ryan). O anjo tem um dilema: trocar a eternidade por uma vida ao lado da amada ou deixar pra lá. Demorei anoooos pra ver e quando terminou estava sem forças para pensar. Destaque para música tema: ‘In the arms of the angel’, da Sarah McLachlan que é de suspirar.

Amor para recordar

Outro filme que teve inspiração do livro do Sparks. O jovem rebelde Landon (Shane West) após uma brincadeira de mau gosto no colégio, é obrigado a pagar seu castigo ajudando na produção de uma peça de teatro de fim de ano que também é feito pela certinha e bela Jamie (Mandy Moore), filha do pastor da cidade. Eles, tão diferentes, se apaixonam, mas ele descobre que ela tá com uma doença incurável e resolve realizar todos os sonhos e vontades dela. Um dos poucos casos em que o filme se mantem bastante fiel ao livro.

Um dia

Mais um da série: ‘era livro, virou filme’. Emma (Anne Hathaway) e Dexter (Jim Sturgess) se conhecem nos seus últimos dias da faculdade e viram grandes amigos. Mesmo sem terem nada, sempre rola um clima entre os dois. Depois de formados, cada um vai para um lado, mas mantem o contato. A história vai mostrando o dia 15 de julho na vida dos dois a cada ano. O final é meio bobo, mas é de chorar horrores. E sim, eu preferi o livro do que o filme.

Antes que termine o dia

Samantha (Jeniffer Love Hewitt) é uma professora de música que namora Ian (Paul Nichols). Com vidas bastante diferentes, o casal já caiu na mesmice e Samantha está cansada do relacionamento. Depois de um dia estressante, Ian resolve levar a amada para um jantar, porém eles discutem e um acidente ocorre com o falecimento de Sam. O cara percebe que ama a mulher, e arrependido, vai pra casa. Quando acorda, percebe que está vivendo o dia anterior e resolve então se dedicar a esse amor. Pausa. Vi esse filme sem pretensão e no final precisei de um balde. Uhum. Sério.