#TemQueLer: Los Angeles

Já falei milhares de vezes – e até me acho repetitiva – o quanto eu sou fã das publicações da irlandesa Marian Keyes e, claro, da família Walsh! O escolhido de hoje não é meu favorito da vida, nem da autora.

Foi o terceiro da família – antes foi Melancia, que até curti e “Férias”, que achei chato. – que eu li. E o escolhido pra hoje pro #TemQueLer é o livro “Los Angeles”, lançado em 2007.


Maggie sempre foi uma anjinha, a cria mais certinha da complicada (e engraçadíssima) família Walsh… até se cansar de andar na linha e mandar todas as regras que a prendiam a um dia-a-dia em sal (e muito menos açúcar) às favas – a começar pelo casamento (que, para o bem da verdade, nunca havia realmente engrenado) e o trabalho bitolante numa firma de advocacia. Ao largar essa vida em preto e branco no passado, Maggie decide se mandar para o lugar onde a realidade promete ser em Technicolor: Hollywood, claro! Terra do glamour, da liberdade, da beleza (até as palmeiras das calçadas são magras), da luxúria e, obviamente, da diversão! Em Los Angeles, o sexto romance de Marian Keyes, a consagrada autora de “Melancia” e “É Agora… Ou Nunca”, acompanhamos Maggie Walsh em sua busca por um sentido na vida em meio às calçadas estreladas de Hollywood, os subúrbios sofisticados de L.A., o bronzeado deslumbrante que só se consegue nas praias da Califórnia, vários martínis, algumas decepções… e muitas risadas, claro. Ao se hospedar com sua melhor amiga, Emily, uma pretendente a roteirista, Maggie começa a fazer coisas que jamais fizera antes: se infiltra em grupinhos de estrelas de Hollywood (mesmo que do segundo escalão), usa meias-calças na cabeça para firmar o penteado, se especializa em ser cara-de- pau profissional para realizar apresentações de roteiros a grandes (ou nem tanto) produtores… Mas será que em meio a tanta aventura, drama e comédia pastelão haverá espaço para um romance – daqueles bem cafonas e açucarados (ou seja, os melhores de todos)?”

Editora: Bertrand

Ano: 2007

Páginas: 490


Margaret Walsh é a mais normal das irmãs. Tem um casamento de nove anos com Garv e emprego estável em uma firma de advocacia. Até que ela surta e manda tudo pro espaço e foge pra… Los Angeles. Lá mora sua melhor amiga, Emily que é o oposto dela: desencanada e livre.

Em L.A, Maggie começa a fazer aquilo que sempre desejou e nunca fez por ser considerada a certinha na sua família. Começa a sair com pessoas completamente diferentes, encanta-se pela cidade e por novas relações. Enfim, se liberta.

Uma coisa que eu curto bastante nos livros da Marian Keyes é que ela retrata assuntos sérios sem drama demais, é no ponto certo. Realidade, sabe? Ela não problematiza – aliás, humaniza – os traumas das protagonistas. E são todas femininas!

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s