#TemQueLer: A última carta de amor

Depois de séculos sem aparecer – sumiço esse plenamente justificável, diga-se de passagem -, eis que hoje o #TemQueLer volta com força total. O livro da vez é o “A última carta de amor”, da escritora inglesa Jojo Moyes. Lembro que comprei, apenas pela capa, que achei linda e foi a primeira publicação que li dela.

Londres, 1960. Ao acordar em um hospital após um acidente de carro, Jennifer Stirling não consegue se lembrar de nada. Novamente em casa, com o marido, ela tenta sem sucesso recuperar a memória de sua antiga vida. Por mais que todos à sua volta pareçam atenciosos e amáveis, Jennifer sente que alguma coisa está faltando. É então que ela descobre uma série de cartas de amor escondidas, endereçadas a ela e assinadas apenas por “B”, e percebe que não só estava vivendo um romance fora do casamento como também parecia disposta a arriscar tudo para ficar com seu amante. Quatro décadas depois, a jornalista Ellie Haworth encontra uma dessas cartas endereçadas a Jennifer durante uma pesquisa nos arquivos do jornal em que trabalha. Obcecada pela ideia de reunir os protagonistas desse amor proibido — em parte por estar ela mesma envolvida com um homem casado —, Ellie começa a procurar por “B”, e nem desconfia que, ao fazer isso, talvez encontre uma solução para os problemas de seu próprio relacionamento. Com personagens realísticos complexos e uma trama bem-elaborada, A última carta de amor entrelaça as histórias de paixão, adultério e perda de Ellie e Jennifer. Um livro comovente e irremediavelmente romântico.

Autor: Jojo Moyes
Editora: Intrínseca
Número de Páginas: 378


Minha relação com a história é bem fofa. Como disse antes, comprei sem pretensão nenhuma e depois me apaixonei pela forma que a autora escreve, tanto que li mais um livro dela (que vai virar filme em breve!) e tenho mais dois na imensa lista. Bom, a história começa com a Ellie, uma jornalista de trinta e poucos que tem um caso com um homem casado e que vive nos dias atuais. Ela precisa fazer uma matéria especial para o jornal em que trabalha.

Ela encontra então, uma série de cartas de amor que foram escritas por Jennifer, uma mulher casada e infeliz, lá nos anos 60. O livro começa a narrar então o que aconteceu. As narrações se intercalam. Vemos o que acontece com as duas protagonistas.

Imagina: duas mulheres sofrendo ao seu modo por amor, em épocas diferentes. No fim, a vida as entrelaça de uma forma totalmente inesperada. O final? Bom… é ler para amar!

Anúncios

Um comentário sobre “#TemQueLer: A última carta de amor

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s